Convidamos para falar sobre o tema Segurança em Condomínios o especialista Josué Paes, Diretor de Segurança Corporativa do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Presidente do Conselho de Segurança Comunitária (Conseg) Perdizes/Pacaembú, idealizador e fundador do Programa Segurança em Pauta e do Núcleo de Estudos e Pesquisas de Segurança e Tecnologia NESP/CT Segurança.

Pode parecer estranha uma de suas indicações, diríamos, uma das mais importantes dentre todas, mas ela encerra, verdadeiramente, tudo o que pode funcionar em termos de segurança condominial, seja em local de moradia ou de fluxo comercial: a solidariedade.

Solidariedade significa conhecer o vizinho, oferecer-se para cuidar da segurança de seu apartamento ou sala comercial quando ausente por período prolongado, ajudar a cuidar da manutenção da praça nas cercanias do local onde se vive ou trabalha, enfim, praticar a civilidade e ensiná-la aos jovens. 

Ele cita o exemplo de moradores que se sentiam incomodados com a insegurança na ciclovia existente no canteiro central da Avenida Sumaré quando, inovadoramente, resolveram se cotizar e adquirir bikes, na sequência doadas para a Polícia Militar, a qual providenciou o deslocamento de policiais que fazem rondas no local. A ciclovia voltou a ser utilizada em sua plenitude.

Viveremos em um meio melhor quando todos se sentirem responsáveis pelo meio. É chegada a hora de adotarmos condutas civilizadas no trato das coisas públicas, o que inclui o mesmo desvelo que temos com nossas coisas particulares. Em outras palavras, copiar a conduta dos orientais que, em sua maioria, dá exemplos de respeito.

Assim, ao invés de confiar a manutenção do meio que nos cerca aos poderes públicos e deles cobrar por não fazerem o que supomos ter sido previamente pago com o dinheiro que a ele entregamos na forma de tributos, irmos além e nos reunirmos para, nós mesmos, consertarmos o que entendemos dever ser consertado. A isso se denomina: cooperação.

Utopia? Pode ser. Mas essa é a realidade de muitos povos, principalmente os orientais que nos dão, inclusive no Brasil quando aqui vivem, destacados exemplos de civilidade.

Josué Paes mostra, nesta entrevista, que a segurança de todos será melhor se todos nós cuidarmos desse importante aspecto da vida comunitária. 

Assista à íntegra e veja como isso é possível, inclusive importantes dicas de alta relevância prática, além do que econômicas por não implicar dispêndios com aparatos de segurança ou pessoal qualificado. Vale à pena assistir.

Nas próximas edições, outras novidades impactantes na vida em sociedade. Prossiga nos acompanhando, aqui e nas redes sociais.

 

Veja também:

 

+ Aplicativo Acresce – Veja como é fácil instalar e utilizar!

 

+ Segurança cibernética física de edifícios comerciais e ambientes corporativos deve estar integrada à segurança cibernética geral 

 

+ Segurança no controle de acesso dos condomínios deve ser encarada como missão 

 

+ Saiba o que megavazamentos de dados têm a ver com seu condomínio

 

 

Momento Acresce n.0 2 – Entrevista Carlos Gonzales, Diretor da Nou Market

 

Já que, como temos comprovado, o propósito da ACRESCE vai além da busca por redução de custos e despesas condominiais, dando sequência ao nosso compromisso com inovações que facilitem a vida em condomínio entrevistamos, nesta edição, Carlos Gonzales, Diretor da Nou Market.

Nou Market é empresa que implanta, em condomínios, quiosques de autoatendimento visando facilitar acesso rápido a itens de consumo, como bebidas, enlatados, grãos, farináceos, doces, chocolates em barra, etc, etc.

E a experiência para o usuário tem sido tão exitosamente agradável que inúmeros Condomínios já vêm sendo cobrados pelos moradores/usuários a implantar esse tipo de serviço, como atesta a divulgação na imprensa em geral (jornais, TV, etc). 

Essa tendência que atende à comodidade do morador/usuário é confirmada nessa entrevista em que Carlos Gonzales, da Nou Market, explica desde o contato com o condomínio, os trâmites que sucedem a esse contato inicial, o tempo necessário para que o quiosque esteja implantado, como utilizá-lo, vantagens para os usuários, vantagens para os condomínios — que, além de não terem qualquer custo com sua implantação, recebem de volta de 3% a 6% do montante consumido mensalmente nesses quiosques.

Mais importante: sua implantação dispensa qualquer burocracia, como realização de Assembleias para sua aprovação, desnecessária justamente por não envolver custos/despesas condominiais, assim como dispensa qualquer contratação porque os espaços utilizados pelos quiosques poderão ser retomados a qualquer tempo, mediante simples pedido do Condomínio. 

Não há riscos tributários, empregatícios, etc, etc, conforme poderá ser observado por aqueles que assistirem ao conteúdo do vídeo que veicula esta presente entrevista.

Esperamos que muitos Síndicos e Administradores sintam-se encorajados a, pelo menos, contatar a Nou Market para se inteirar do passo a passo e da simplicidade com que esse conforto poderá ser oferecido para todos os moradores/usuários dos Condomínios em geral. Lembrem-se: é sem compromisso.

Continue acompanhando essa nossa empolgante iniciativa que consiste em disponibilizar o que há de melhor para a facilitação da vida em condomínio, ou do trabalho em condomínio.

Nas próximas edições muito mais novidades virão por aí. Aguarde!

Muito obrigado.

Veja também: 

+ Minimercado com autoatendimento em condomínios residenciais, Nou Market beneficia moradores e valoriza imóveis